quinta-feira, 7 de dezembro de 2006

DEITEM FORA AS BATATAS

Vou iniciar as mensagens deste espaço, saudando todos os que têm fé e procuram através da Espiritualidade alcançar a Paz interior.
O amparo espiritual é universalista e incondicional.
A Espiritualidade não é uma doutrina, é um estado de consciência.

Peço-vos que leiam com atenção o texto abaixo e meditem.

DEITEM FORA AS BATATAS
Um professor pediu aos alunos que levassem para a aula algumas batatas e que tirassem uma por cada pessoa que os tivesse magoado, escrevendo o nome dessa pessoa na batata e depois as colocassem dentro dum saco.
Alguns sacos ficaram muito pesados.

A tarefa seguinte consistia em carregar consigo o saco com as batatas durante uma semana, para onde quer que fossem.

Com o tempo as batatas foram-se deteriorando, era incómodo carregar o saco e ainda sentir o mau cheiro.
Além disso, a preocupação de não perder o saco, fazia com que deixassem de prestar atenção a outras coisas que eram importantes para eles.

Assim os alunos entenderam a lição, que carregar as mágoas é tão mau como carregar batatas.

Quando damos importância aos problemas não resolvidos, os nossos pensamentos enchem-se de mágoa, aumentado o stress e roubando a nossa alegria.

Perdoar e deixar estes sentimentos irem embora é a única forma de trazer de volta a Paz e a Calma.

Vamos para a frente. Deitem fora as batatas e SORRIAM.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial