terça-feira, 17 de julho de 2007

ACEITAÇÃO - UMA LEI ESPIRITUAL DA FELICIDADE NO AMOR


Todos nós, independentemente dos rótulos e da posição que ocupamos nesta vida, precisamos de aceitação para sermos felizes, assim como o organismo vivo tem necessidade do oxigénio para continuar a viver.

A aceitação é uma das leis espirituais que nos conduz ao caminho do amor, da paz, da saúde e de todas as realizações. Aceitação significa amarmo-nos exactamente da maneira que somos, assim como desenvolver a capacidade de amar e de aceitar os outros exactamente como eles são.

A aceitação do outro, passa pela auto-aceitação, que é o caminho que permite que possamos assumir o controle dos nossos destinos e assim, escolher o tipo de relacionamentos que queremos viver.

Quando nós nos aceitamos, deixamos de gastar energias com desculpas, culpas, acusações e relacionamentos onde os parceiros funcionam como pára-raios, apenas para que se projecte neles a própria dificuldade de assumirmos as rédeas da nossa vida.

A aceitação daquilo que se é abre caminho para a conquista de realizações, através do reconhecimento das próprias fraquezas e virtudes, de onde estamos e onde desejamos chegar.

Não importa se estamos a viver crises no casamento, a atravessar momentos de solidão a dois ou de insatisfação amorosa. As circunstâncias das nossas vidas são apenas um reflexo do modo como nos amamos e lidamos com os nossos problemas.
Nada de pensar no que poderíamos ter feito de diferente no passado, de dedicarmos atenção ao que não funciona. A proposta é deixarmos de usar a nossa energia para sermos infelizes e aprender a utilizar as nossas dificuldades como fonte de aprendizagem.

Este é o melhor presente. Saber que somos nós os construtores dos nossos destinos, que temos dentro do nosso ser as chaves para abrir todas as portas.

Então, mãos à obra. Esperar que o parceiro nos solucione os nossos problemas, preencha os nossos vazios e suprima as nossas carências, é ilusão. O amor verdadeiro, a aceitação não tem nada a ver com isto.

Enquanto esperar-mos dos outros aquilo que precisamos encontrar dentro de nós, o sofrimento virá, não como um castigo, mas como um alerta, uma chamada de atenção, dizendo: atenção, olha para dentro e encontrará todas as respostas.

O melhor que podemos levar para os nossos relacionamentos é o nosso ser amoroso, a nossa aceitação e compreensão de que só podemos amar, porque nos amamos.

Naquele lugar mágico e infinito onde descobrimos que somos os responsáveis pelas nossas vidas e pelo que nos acontece, poderemos levar alegria, entusiasmo, saúde, abundância, criatividade para compartilhar com o outro. E estaremos a atrair os relacionamentos que sonhamos nas nossas vidas.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial