segunda-feira, 10 de agosto de 2015

O RICO E O POBRE.


Perguntem a um rico se deixaria para trás os seus bens e partisse em ajuda humanitária pelo Mundo fora.
Que resposta recebias?
Um redondo não, pois achariam que estavas completamente louca.

E fazer a mesma proposta a um pobre, se deixaria os seus trapos e servir os que ainda estariam mas precisados do que ele próprio, a resposta seria diferente?
Não, seria igual estarias louca pois como podia ajudar alguém se era tão pobre!!

Que estranho, o que seria normal seria o rico deixar tudo e viver uma experiência e tanto, pois podia deixar alguém a olhar pelo que era seu, o pobre nem pensaria duas vezes pois pior não seria e fugia um pouco ao seu estado natural, e podia  mudar.

Pois verifiquem como é difícil as pessoas desapegarem-se mesmo tendo tudo como  garantido, duma forma ou de outra nem rico nem pobre, consegue desligar-se estão adormecidos numa energia de apego, o medo da perda de largar aquilo que acham que é seu, não conseguem perceber que de noite para o dia podem perder tudo, pois o Senhor é o Senhor de tudo, e Ele tudo pode.

Feliz daquele que consegue entender o que realmente são. (Senhores do nada),  pois á outros valores muito maiores e não prestam nenhuma atenção. Tornam-se egoístas vivem da forma que melhor acham, e perderam os valores que o Mestre gostaria que os seus filhos mantivessem.

Tomem atenção, a vida é feita de encontros e desencontros,
de ganho e de perda, vivam de uma forma desapegada, liguem-se mais ao realmente que cada um é, estão aí para cumprir calendário.

Mas enquanto por aí andarem, façam por dar valor ao que realmente interessa pois as vossas atitudes de vida é que vos podem dar, ou não, a felicidade eterna junto com o Senhor no reino do Paz e do Amor.

Sede mais altruístas valorizai uma vida de harmonia com todos. Dêem valor e graças pelo que tem e partilhem com  quem precisa.

Não virem as costas a um amigo em necessidade, pois hoje és tu por ele, amanhã pode ser ele por ti.
Não fales mal de ninguém.

Todo aquele que for  desprendido dos valores da terra e compreender a dadiva do que tem sem se apegar e nunca se descuidar do seu espirito  nunca lhe faltará, e voltará á casa do Pai, merecendo sentar-se á mesa do Senhor.

 Um Guia presente, 2014.

Mensagem recebida as 03: 15 por chekinara.

  




0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial