terça-feira, 16 de janeiro de 2007

PALAVRAS SENSATAS

O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros.

A maior glória não é ficar de pé, mas levantar-se cada vez que se cai.

Só os grandes sábios e os grandes ignorantes são imutáveis.

Não são as ervas daninhas que matam a boa semente, mas sim a negligência do camponês.


Para onde quer que tu vás, vai todo, e leva junto o teu coração.

Transporta um punhado de terra todos os dias, e farás uma montanha.

Não corrigir as nossas faltas é o mesmo que cometer novos erros.

Escolhe um trabalho que tu ames, e não terás que trabalhar um único dia na tua vida.

Não te suponhas tão grande a ponto de pensares e veres os outros menores do que tu.

Aquele que mais estima o ouro do que a virtude há-de perder ambos.

Muito sabe quem conhece a própria ignorância.

Todas as coisas possuem beleza, mas nem todos a vêem.


Deves ter a cabeça sempre fria, o coração sempre quente e a mão sempre larga.

Deixa o carácter ser formado pela poesia, fixado pelas leis do bom comportamento, e aperfeiçoado pela música.

Nunca faças aposta. Se sabes que vais ganhar és um patife, e se não sabes és um tolo.

Até que o sol brilhe, acendamos uma vela na escuridão.

Onde há justiça não há pobreza.

Paga o bem com o bem e o mal com a justiça.


Algum dinheiro evita preocupações, muito as atrai.

Conta-me, e eu vou esquecer. Mostra-me, e eu vou lembrar. Envolve-me, e eu vou entender.


Quando nasceste, ao teu redor todos riam, só tu choravas. Faz por viver de tal modo que, à hora de tua partida, todos chorem, só tu rias.


Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinhos. Há outras que riem de alegria por saber que os espinhos têm rosas.

A ignorância é a noite da mente, mas uma noite sem lua nem estrelas.

Exige muito de ti e espera pouco dos outros.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial