quinta-feira, 20 de setembro de 2007

CALMA

Se estás no ponto de estourar mentalmente, acalma-te alguns instantes para pensar.
Se o motivo é alguma moléstia no próprio corpo, a intranquilidade traz o pior.
Se a razão é alguma enfermidade na pessoa querida, o teu desajuste é um factor agravante.
Se sofreste prejuízos materiais, a reclamação é uma bomba retardadora, lançando um novo caso. Se perdeste alguma afeição, as tuas queixas vão-te tornar uma pessoa menos simpática, junto dos outros amigos.
Se deixaste alguma oportunidade valiosa para traz, a lamentação é um desperdício de tempo.
Se aparecerem contrariedades, a acto de esbravejar afastará de ti o descerenimento da solução.
Se cometeste um erro, o desespero é a porta aberta para faltas maiores.
Se não atingistes o que desejavas, a impaciência fará a mais larga distância entre ti e o objectivo a alcançar.
Seja qual for a dificuldade, conserva a calma trabalhando, porque, em todo o problema a serenidade é o tecto da alma, é a maneira mais eficaz de nos lembrarmos que o Senhor nos ajuda!
Mantêm sempre a calma e a Fé, porque Deus não te abandona!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial